materia-site

A campanha Leito Solidário, uma iniciativa pela vida, foi criada pela ACIMG (Associação Comercial e Industrial de Mogi Guaçu) e contou com doações e apoio tanto de empresários quanto da população.

O objetivo do projeto foi arrecadar doações para auxiliar a Santa Casa na aquisição de equipamentos para montar leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e atender o crescente número de pessoas infectadas pela covid-19.

A campanha se iniciou no dia 05 de março e terminou no dia 25 de maio. Durante este período arrecadou R$205.731,43. Os itens comprados e descritos na tabela abaixo, já estão com desconto de R$418,78, referente às taxas de administração de transações on-line, resultando em R$205.312,65. Todos os produtos comprados foram orientados pela Santa Casa.

Um leito de UTI completo custa em média R$180 mil. A proposta da campanha era de que a cada R$120 mil arrecadados, a Associação ofereceria a contrapartida de R$60 mil. Pela união de um grupo de empresários, os R$120 mil foram levantados e a Associação entrou com sua parte, assim um leito foi conseguido. O valor restante arrecadado pela campanha, foi utilizado para comprar outros produtos e equipamentos que seriam utilizados na ala covid.

A empresa de tecnologia W2gether, que desenvolve os sistemas da Associação, produziu gratuitamente a página da campanha Leito Solidário para contribuir com a causa.

Confira a lista de produtos comprados pela campanha Leito Solidário

Para manter a transparência da campanha Leito Solidário, todo o valor gasto na compra de produtos hospitalares segue abaixo. No botão abaixo do quadro dos produtos adquiridos, estão todas as notas fiscais.

Nova ala de UTI

Com a doação da campanha Leito Solidário, das multinacionais: Ingredion, International Paper e Mahle Metal Leve, a entidade filantrópica conseguiu montar uma nova ala com 10 leitos completos para UTI com o custo aproximado de R$1,8 milhão. A nova ala foi inaugurada no dia 25 de maio e entrou em operação no dia 01 de junho.

Os novos leitos são modernos e estão totalmente equipados para atender pessoas com complicações pela covid-19 e quando a pandemia passar, atender permanentemente a população de Mogi Guaçu e região.

“O resultado da campanha foi bastante satisfatório. No início tínhamos a prioridade de conseguir, no mínimo, três leitos. Mas a campanha se fortaleceu com a entrada das multinacionais e tornou-se um projeto maior. Neste momento em que os leitos estão ativos, já estão todos ocupados, então imagina se nessa data nós não tivéssemos entregue estes dez leitos, onde estariam essas pessoas? Então é bastante satisfatório ver o resultado desse projeto, que foi emergencial, para atender a demanda da pandemia, mas que  permanecerá na cidade para que seja utilizado posteriormente. Esta é uma das ações que está no DNA da Associação: cooperar com a sociedade”, afirmou Adenilson Junior dos Reis, superintendente da Associação.

A Associação, agradece a todas as pessoas físicas e jurídicas que doaram para a Campanha.